funcionamento
SEG-DOM: 07.00 -23.00
(31) 3891 2140
Portaria
(31) 3891 3458
secretaria

Comunicado

VIÇOSA, 17 DE ABRIL DE 2020  

A Diretoria do Clube Campestre de Viçosa e o Conselho Deliberativo, através de seu presidente, após análise criteriosa da receita do Clube e dos nossos custos e com o impedimento de reabertura do Clube por prazo indeterminado por força do decreto municipal, definiu que nos próximos 2 meses a taxa do condomínio do Campestre terá um abatimento de 20% ( vinte por cento ) para todas as categorias de associados.

Esclarecemos que nossa providencia, ante o decreto municipal, além claro, fechar o Clube, foi colocar todos os funcionários em férias coletivas e contratar 4 vigias para garantir a segurança do Clube no período, enquanto aguardávamos as medidas trabalhistas que seriam tomadas pelo Governo. A maiorias das férias não estavam vencidas e essa atitude nos trouxe antecipação de despesas de uma folha salarial a mais naquele mês, além de acréscimo de 1/3 de abono de férias.

Na prorrogação do decreto e consequente manutenção de fechamento do Clube esclarecemos:

  • Nossa receita depende quase que exclusivamente da arrecadação da taxa de condomínio.
  • Nossos custos fixos com pessoal, encargos e custos administrativos são altos ( cerca de R$ 120.000,00 }, além de outros de manutenção que são variáveis, dependendo do volume de frequência ao clube, (mas indispensáveis) de cerca de R$20.000,00, no mínimo.
  • Um custo que alguns acreditam que seria o primeiro a ser reduzido com o clube fechado, o da CEMIG, quase não se altera pois nosso contrato com a empresa, no funcionamento nosso normal muito favorável para o Clube, é de demanda, com determinada quantidade mínima a ser consumida e varia muito pouco com o clube fechado.

Para conseguir essa redução dos custos e consequente queda provisória da taxa de condomínio, vamos trabalhar com o setor de pessoal, buscando, sempre, preservar os empregos dos nossos colaboradores, a maioria deles há muito tempo trabalhando no Clube.

Assim, na volta das férias coletivas, usando a Medida Provisória 936, alguns setores (obras, manutenção, segurança) retornarão ao trabalho, outros terão jornada e salários reduzidos e serão complementados conforme a MP 936 e os demais terão os contratos suspensos até o retorno das atividades normais do clube, mas todos com garantia de emprego e remuneração.

O contrato do Bar do Carlão, a partir do fechamento do Clube, foi suspenso, assim como seu aluguel, e prorrogado por período igual ao da sua suspensão. 

Nossas instalações, nossos campos, quadras, piscinas etc precisam ser mantidas normalmente pois o desuso e a falta de cuidados rotineiros ocasionarão desgastes e, consequentemente, custos e prejuízos para recuperá-las.

Temos também obras em andamento e outras contratadas que precisam ter continuidade para melhoramento continuado do nosso Campestre.

O Clube na sua reabertura deverá estar pronto para nos receber....

Por tudo isso, pedimos a colaboração de todos os associados e estejam cientes de que todas as medidas tomadas e as as que se fizerem necessárias visam o melhor para nossa sociedade, num momento tão difícil para todos nós que sempre trabalhamos pelo convívio social pleno. 

A Diretoria

Nós usamos cookies
Preferências de cookies
Abaixo, você pode encontrar informações sobre os propósitos pelos quais nós e nossos parceiros usamos cookies e processamos dados. Você pode exercitar suas preferências de processamento e/ou ver detalhes nos sites dos nossos parceiros.
Cookies analíticos Desativar tudo
Cookies funcionais
Other cookies
Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Saiba mais sobre nossa política de cookies.
Alterar preferências Aceitar tudo
Cookies